Pesquisas Inconformadas

sábado, novembro 01, 2014

Inscreve-te no Pinterest

Olá!

Denis tem utilizado o Pinterest, um lugar para descobrir, colecionar e partilhar a inspiração e gostaria que te inscrevesses e começasses a afixar pins.

Aceitar o convite

Dá uma olhada nos pins de Denis:

 
 
 
 

©2013 Pinterest, Inc. | Todos os direitos reservados
Política de Privacidade | Termos e Condições

domingo, abril 27, 2014

O meu ciclo Bertolt Brecht

in http://oinconformado.blogspot.com

Quando na real gana me der,
colocarei aqui algumas poesias para adultos
sobre uma qualquer mulher.

A todas o meu obrigado,
a todas o meu perdão antecipado.

-

Não há objectivos escondidos, é apenas algo que já seguro há demasiado tempo e mais não aguento. Fazem parte de mim, tal como eu possivelmente faço parte delas. Algumas deixaram marca, outras apenas recordações, outras ainda apenas me inspiraram desta forma, como musas involuntárias.

A sua obra Da Sedução é, para mim que não gosto de ler poesia, antes escrevê-la, fonte de inspiração crua.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mulher

terça-feira, março 04, 2014

Rompido o Silêncio

in http://oinconformado.blogspot.com

Este artigo é brilhante. Das melhores pérolas retorquidas que já li sobre as terras de sua majestade.

O autor, Karl reMarks, um trocadilho impossível de traduzir à letra com o nome de Karl Marx, a puxar para os comentários e as retorquidas (remarks), é um artista com as palavras e com o uso do génio... não diria humorista mas antes impertinente (mesmo ao meu gosto).

Em tuguês, de Tugal :).

Dois homens criados como cristãos foram recentemente condenado pelo assassinato de um soldado em Londres e como resultado o prefeito de Londres, Boris Johnson, concluiu que crianças muçulmanas que estão podem estar a ser radicalizadas pelos seus pais devem ser levados para acolhimento. Isso pode parecer absurdo , mas quem somos nós para julgar a cultura britânica. Com a ameaça de ter os seus filhos levados sob custódia , aqui estão algumas dicas sobre como você pode agir de forma mais britânica e evitar essa perspectiva. Não é tão difícil como parece, o próprio Boris Johnson conseguiu reprimir a sua ascendência turca com bastante sucesso e comportar-se como um bobo de classe alta britânica, provando que qualquer um pode fazê-lo. Então aqui vai:

Álcool

Mostrando que você consome álcool é um tiro certeiro para provar que você não está radicalizado e manter assim a polícia do fanatismo a monte. Mas você tem que ser subtil sobre isso. Por exemplo, se os agentes lhe perguntarem o que os seus filhos comeram ao pequeno-almoço, responda: "Eu estou tão ressacado que me esqueci de alimentá-los. Eu estava completamente passado na noite de ontem". Também vale a pena ser mais específico sobre o tipo de álcool que você bebeu, não basta dizer "eu bebia álcool", que soa suspeito para o ouvido treinado . Dizer coisas como "Eu mandei abaixo três garrafas de Cabernet Sauvignon Argentino" é que o vai fazer parecer tanto não radical, como classe média, o que é um bónus.

Além disso, evitar o uso de palavras como "bezano" e "bêbado". Os britânicos são conhecidos pelo seu gosto por eufemismos, então, ao invés, dizer coisas como 'derrotado', 'quebrado' e 'tonto' para um efeito extra. Peça desculpas a meio da conversa para dizer que você precisa de completar o seu café com "algo forte" e pisque o olho.

Carne de porco

Carne de porco é um requisito da dieta britânica que vai garantir que você não é um jihadista no armário, mas o truque é nunca chamá-lo de 'carne de porco' . De uma maneira subtil , dizer antes "eu compro presunto orgânico deste açougueiro artesanal em Kentish Town, você devia experimentar". Desenvolver a conversa para que você possa trazer à tona o assunto das receitas e dizer como você gosta de embrulhar assados ​​com finas fatias de bacon, "que ajudam a preservar o sabor".

Para um efeito adicional, manter os brinquedos Peppa Pig à mão e perguntar aos seus filhos se eles querem brincar com os seus "brinquedos favoritos, totalmente inofensivos" -  No entanto, evitar chamar 'porcos' aos policias porque misteriosamente eles não são tão apaixonados pelo bicho.

Sexualidade

A sexualidade é uma área complicada da cultura britânica. Você quererá aparecer simultaneamente de mente aberta e tenso, mas não crítico. Tente o seu melhor para não parecer excessivamente monogâmico, mas também não polígamo e certamente não implicar que você tem mais de uma esposa, se você é um homem. Se você é mulher, ok. Vista a sua promiscuidade com um tom de classe média adequada, indicando que desaprovam jogos, mas que adoram um boa festa de swing burguesa com bom gosto.

Diga a frase "igualdade no casamento" sempre que você tiver uma chance e realce o papel do governo britânico em espalhar a tolerância em lugares como a África.

Religião e ateísmo

Este é um assunto delicado. Assim, você deve estar alerta quando a conversa se ​​volta para a religião. Diga que você não acredita em religião formal, mas você acha que "há algo lá fora" e que você acha que "a espiritualidade é importante para todos e que tende a aprender com todas as religiões", quando se trata disso.

Em alternativa, experimente dizer que é completamente ateu, que é um caminho mais fácil, mas que o vai fazer parecer como um fanático julgamentoso. Espalhar algumas cópias do livro de Richard Dawkins e soltar dicas como "A desilusão em Deus transformou completamente a minha vida. Eu estava cego até então". Dizer coisas como "algumas pessoas religiosas são más, alguns ateus são maus. Mas apenas os muçulmanos vão cortar as suas mãos". Este Dawkinismo é muito bem sucedido embora o vá fazer parecer um idiota chapado.

Política externa

Esta é uma área complicada, em que os inspetores da radicalização vão tentar levá-lo a revelar as suas opiniões fortes sobre a política externa britânica, para o tentarem apanhar com a guarda em baixo. Diga que você acredita na missão da Grã-Bretanha e na obrigação moral de desempenhar um papel positivo no cenário mundial, mas que devem ser deixadas para as autoridades competentes. Evite qualquer menção de como tais autoridades competentes tenham fodido tudo no Iraque e no Afeganistão. Não diga coisas como "meus irmãos e irmãs muçulmanos" e em vez disso dizer "os valores humanos compartilhados que nos unem, respeitando as leis e normas britânicas". Você tem como objectivo ser tão monótono e sem graça como Vitor Gaspar, mas lembre-se que é por uma boa causa.

Finalmente, evite ser demasiado autoconfiante, ou muito assertivo sobre coisa alguma. Isso assusta os britânicos. Se você puder parecer confuso e incerto como Hugh Grant em Notting Hill (ou José Seguro do PS), você está seguro (nota minha: passe a redundância), mas nunca, jamais, em tempo algum admita ter visto Notting Hill. Você quer replicar o simpático comportamento imbecil que beneficiou Hugh Grant de forma significativa e também foi útil na sua actuação.

Veja o original em:

sexta-feira, dezembro 16, 2011

Frase do Ano - NMHO

Atribuída (não confirmado por mim) a David Drew Zing:

"Sexo é hereditário. Se os seus pais nunca o fizeram, você nunca o fará."

E pronto, matou :)

in http://oinconformado.blogspot.com

sexta-feira, setembro 16, 2011

NO YOU CAN'T!

in http://oinconformado.blogspot.com




Lol, as minhas desculpas a DSK, o inocente mais culpado da década, mas não resisti!

quinta-feira, agosto 25, 2011

Eu não aguento isto...

in http://oinconformado.blogspot.com/

Primeiro ZX Spectrum deixa de ser fabricado, depois o Atari e o Amiga, o Bill Gates sai da MS e agora o Steve Jobs da Apple?

http://mashable.com/2011/08/24/steve-jobs-resignation-letter/

O mundo informático está a perder os seus ícones!

Esta Lisboa que eu adoro!

in http://oinconformado.blogspot.com/

Conseguem ver os pássaros? :)

Limpeza na casa

in http://oinconformado.blogspot.com/

Uma limpezazita de vez em quando não custa nada e ajuda a arejar... tantos que se conformaram, que tive de os remover :|.

Cumps,

quinta-feira, agosto 11, 2011

quarta-feira, junho 22, 2011

Exemplos do que está podre, não só em PT, mas na Europa e no mundo

in http://oinconformado.blogspot.com


"Espanha juntou-se à Telefónica no pedido de anulação de uma multa recorde de 152 milhões de euros aplicada à operadora espanhola pela Comissão Europeia em 2007 por abuso de posição dominante. (...) A CE multou a Telefónica após concluir que a operadora cobrou, entre 2001 e 2006, preços excessivos às suas concorrentes pela utilização da infra-estrutura de rede, o que se repercutia nas margens de lucro que se tornavam insuficientes para concorrer com a líder de mercado. Estes preços faziam ainda com que os consumidores espanhóis pagassem mais 20% do que a média da UE a 15 pelo acesso à banda larga e com que o índice de penetração fosse 20% inferior à média e o crescimento 30% mais baixo(...)."

Ora bem... em condições normais o governo de qualquer país, dever-se-ia juntar à comissão europeia para apurar se os 152 ME da coima cobrem de facto, por um lado, os lucros obtidos pela operadora e, por outros, se reflectem o "prejuízo", mesmo que indirecto, do estado por todas as razões do último parágrafo. E, se fosse incipiente face a tudo isto, pedir até um agravamento da coima, ou avançar (o próprio estado) com uma acção em tribunal para ser ressarcido dos prejuízos que uma só operadora provocou.

Mas a indecência é tanta, que o estado junta-se ao prevaricador... isto é de tal forma indecente que é já pornográfico.